• Português
  • English
  • Español
  • Français

Notícias

DGS defende aumento da exigência na Qualidade do Ar Interior

Conferência organizada no passado mês de Fevereiro pela Ordem dos Engenheiros e pela ASHRAE com o apoio da APIRAC.

Tendo como objetivo a diminuição no número de mortes prematuras antes dos 70 anos (que atinge 23% dos portugueses) e do número de crianças que sofrem de asma, o Diretor Geral da Sáude, Dr. Francisco George, defende a aplicação de regras mais exigentes no que diz respeito à qualidade do ar interior dos edifícios, sendo "absolutamente essencial" a revisão da lei de modo a atingir uma maior qualidade do ar interior que todos respiramos, incluindo as crianças.

Esta exposição foi defendida numa conferência organizada no passado mês de Fevereiro pela Ordem dos Engenheiros e pela ASHRAE com o apoio da APIRAC, cujo tema foi " A integração da Qualidade do Ar Interior e da Eficiência Energética em Edifícios".

O Dr. Francisco George afirmou ainda que 80% do tempo diário dos portugueses é passado em espaços fechados apontando o fumo do tabaco como uma das principais fontes poluidoras do ar interior.

Este poluente provoca doenças já conhecidas, como o cancro, cerebrovasculares e cardiovasculares, principais causadoras da morte prematura.

Fonte: LUSA, 20 de Fevereiro de 2014

Projeto com apoio QREN

No âmbito dos Sistemas de Incentivos do QREN - Quadro de Referência Estratégico Nacional, a RUBIFIL é beneficiária de apoios provenientes dos fundos comunitários com aprovação da Autoridade de Gestão do Programa Operacional do Alentejo.